Como a Contabilidade Digital pode ajudar em tempos de Home-Office?

Como a Contabilidade Digital pode ajudar em tempos de Home-Office?

Antes de iniciarmos é preciso entender o que é a Contabilidade Digital, certo?

A Contabilidade Digital nada mais é que a utilização da tecnologia que temos a disposição para melhorar as interações entre o Contador e o Cliente, fazendo assim com que as informações tenham um fluxo mais otimizado que na Contabilidade Tradicional, que trabalhava com recolhimento de caixas e caixas, conferências e conferências, digitações e planilhas infinitas.

A era digital nos fez bem (na verdade faz bem a quem quer mudar e acompanhar o mercado, acompanhar as gerações e a modernidade).

Muitas vezes a solução adotada para que a Contabilidade Digital seja implementada é através de uma plataforma on-line onde todos os documentos da empresa poderão ser anexados, dessa forma o contador terá acesso simultâneo e assim poderá obter as informações relevantes para uma analise, a fim de alimentar a contabilidade.

Agora que você já sabe um pouco do que é a Contabilidade Digital, veja alguma das vantagens na utilização de uma plataforma on-line para utilizar nesse momento de Home-Office. Vem comigo que te conto as principais:

Maior Produtividade

É o fazer mais em menos tempo, ou seja, a informação que você precisa do seu cliente chega mais rápido por ser acessível digitalmente e consequentemente será possível ir gerando informações contábeis relevantes e tempestivas;

Maior Eficiência

Fazer melhor por um custo menor; Existem plataformas on-line que unem o Cliente e o Contador, deixando pra trás aquelas velha frase “arruma tudo na caixa pra o contador” (Quando existe essa arrumação é ótimo, mas nem sempre ela existe), e com isso gerando gasto que poderia ser dispensado como: gasolina, funcionário para entrega de malotes e até gasto de tempo.

Portanto, para evitar isso, poderá anexar os arquivos da sua empresa na plataforma que irá utilizar, porém as fotos ou arquivos escaneados precisam estar nítidos, caso contrário não será possível obter a informação. Outro benefício é que os documentos ficarão dentro da empresa. O contador terá acesso a esses anexos, e com isso começa a gerar informações contábeis em tempo real.

Melhor Atendimento

Maior interação de contato com o cliente, trocando informações e ajustando detalhes para entrega de balancetes mensais;

Maior Valor Agregado

É gerada qualidade para o cliente, pois com essa plataforma on-line ele vai ter o controle real da sua empresa (caso seja alimentado por um profissional capacitado para tal tarefa);

Agora que você entendeu o que é a Contabilidade Digital, dá pra perceber que ela já nos deixou “meio que” preparado para essa paralisação ou em outros situações de restrição? Digo isso pelo fato de cada profissional poder continuar executando sua tarefa de onde estiver (só precisa de internet e contato com sua equipe ou cliente) e com isso, sem necessidade de seus funcionários levarem documentos para casa ou ter que parar totalmente as atividades da sua empresa.

Somos um exemplo de trabalho em Home Office, pois a alguns anos, mesmo antes de tudo isso acontecer, já executávamos esse método em dias ou semanas alternadas e atendendo nossos clientes normalmente como se estivéssemos no escritório.

Sabe porquê? O mundo digital nos dá esse conforto de atender, informar, gerar informação contábil acolhida de uma plataforma on-line que o cliente mantem atualizada de acordo com suas movimentações diárias, tendo acesso a plataformas digitais poder fazer as devidas verificações da empresa e não deixando uma informação importante passar despercebida.

A importância da Contabilidade para sua Empresa

A importância da Contabilidade para sua Empresa

A contabilidade é necessária para qualquer empresa. Não importa o tamanho do seu negócio, ramo de atividade ou forma de tributação: é impossível manter o trabalho de uma empresa sem um profissional da área contábil. Até quem pensa que não precisa de um Contador, se engana (no caso de empresa sem fins lucrativos), pois é através dos relatórios contábeis que conhecemos uma empresa a fundo.

Um dos objetivos básicos mais importantes da contabilidade é o de realizar uma avaliação da situação econômica da empresa em questão, além de fazer interferências, quando necessário e quando aceita por parte do empresário.

Um contador é capaz de garantir segurança de informações e melhorar o planejamento empresarial. Os profissionais da área são extremamente capazes de orientar empresários no processo de tomada de decisão, é claro que com base integra e tempestiva nos demonstrativos.

Devido ao complexo sistema tributário do Brasil, empresários, clientes e funcionários de outras áreas, tem uma visão equivocada dos contadores. Muitas pessoas ainda vêem esse profissional como alguém que gera mais custos e pagamento, ou seja, um mal necessário (um gerador de impostos).

Porém, estamos dando nosso melhor para mudar essa realidade (pensamento antepassado), buscando inovação e tecnologia a fim de mostrar realmente o papel do Contador, que é ser consultor, parceiro, ser aquela pessoa que tem um relacionamento com seu cliente, onde o cliente não hesite lhe atender (com medo de ser algo extraordinário).

Há muitas informações e relatórios referentes as organizações, que apenas contadores são capazes de criar e ler. Pense em um profissional contábil como alguém que vai te ajudar em todas as etapas financeiras da sua empresa.

Entenda por que a Contabilidade é essencial para a sua Empresa

A Contabilidade vai além do que muitos imaginam, não é só contar e ver os números, ela é feita por meio de analises minuciosas para identificar quais os principais custos, despesas e receitas do seu empreendimento. Esse detalhamento vai te ajudar a definir os preços de produtos e serviços que serão vendidos futuramente, assim como perspectiva de margem de lucro.

Após o preço de venda ser definido, você vai ter uma noção melhor do quanto cada produto ou serviço deve ser vendido para que você obtenha lucro e consiga pagar todas as despesas referentes à produção dos mesmos.

Essa projeção acontece dentro da contabilidade de Custos, onde você tem um leque de opções para determinar esse lucro futuro. Ou seja, a contabilidade não é só aquelas três ou quatro folhas de Balanço/Balancete/Demonstração de resultado que o seu contador lhe entrega por obrigatoriedade, e tudo que está por traz daqueles diversos números enfileirados em diversas linhas.

Conhecendo o seu custo, despesas e lucro é possível sua empresa se tornar audaciosa e fazer mais investimentos. Caso você esteja perdido em relação as contas, o responsável vai fazer uma análise que torna possível descobrir para onde seu dinheiro está indo, onde você pode e deve cortar ou diminuir outras contas que só estão dando prejuízo. Essa assessoria da contabilidade é o papel fundamental do Contador que hoje podemos chamar de Contador- Consultor devido a inovação desse Profissional tão bem qualificado quanto é.

Pode acreditar que ele tem mais experiência e conhecimento em gestão e administração que outros profissionais que não são da área. A contabilidade adequada permite melhor controle financeiro da organização e mostra aos sócios a verdadeira situação patrimonial do negócio. É a melhor maneira de descobrir se seu empreendimento está realmente sendo lucrativo ou não.

Caso você descubra que a sua empresa não está tão bem o quanto você imaginava, um bom contador pode reverter a situação. Uma das principais razões de tantas empresas irem à falência, é a má administração.

Essa má administração fez a contabilidade se inovar ainda mais, através do serviço de gestão financeira, que nada mais é que cuidar do financeiro do seu cliente, e o melhor de tudo é: o cliente pode ter os números desse setor tão indispensável em tempo real.

Toda empresa precisa ter um profissional de contabilidade. Não veja a contratação de um bom contador como despesa e sim como investimento; pois ele vai te ajudar a economizar de outras formas.

Empreendedores inexperientes muitas vezes, acabam tomando decisões erradas que custam muito a organização, vamos dizer que é o famoso “barato que sai caro”.

O que o seu Contador pode fazer pela sua Empresa

Não é exagero considerar esse profissional como um bom aliado. Afinal, o contador é o responsável por administrar o patrimônio do seu negócio e lhe passar dados e informações pertinentes ao mesmo, através de balanços e demonstrativos gerenciais.

Alguns empreendedores tem o hábito de deixar gestão financeira de uma empresa na mão de profissionais de outras áreas, esquecendo que é a parte mais importante da empresa, pois um erro pode ser crucial para o prejuízo, colocando assim o lucro (ou futuro lucro) da organização em risco.

Empreender no Brasil não é fácil, e qualquer empresário sabe disso. Mas o processo tributário faz parte de uma das principais funções de um contador, que é familiarizado com impostos, custos, despesas e documentação.

Veja quais as principais funções de um contador e como isso pode otimizar os processos de gestão econômica da sua empresa:

  • Gestão de empresas
  • Assessoria Contábil
  • Assessoria Fiscal
  • Assessoria Pessoal
  • Gestão Financeira
  • Controladoria
  • Analise de Custos
  • Fazer uma análise da lucratividade e rentabilidade

Obviamente, há muito mais atividades que um contador pode desempenhar. Aproveite os benefícios de ter um profissional tão importante como aliado e faça o bom uso do mesmo para definir novos objetivos e metas que estão dentro do seu orçamento/plano de negócio dê um salto para o futuro.

Saiba as mudanças no Simples Nacional

Saiba as mudanças no Simples Nacional

O Presidente em exercício Michel Temer sancionou no dia 27/10/2016 a Lei Complementar nº 155/2016 que trata da Lei Complementar nº 123/2006, com isso mudanças para o Simples Nacional estão previstas a partir dos primeiros dias de 2017.

Várias foram as mudanças que começaram a valer para 2016, porém mais acontecerão durante 2017 e a maior delas para 2018. A primeira delas foi o aumento do prazo para parcelamento de dívidas, aumentando assim de 60 para 120 meses, mas mantendo em R$300,00 a parcela mínima.

Investidor Anjo em 2017

No momento da economia em que vivemos e no crescente aumento de startups brasileiras a figura do Investidor Anjo surge e vem protegido. O Simples Nacional o vê como investidor algo que ele realmente é. Desta forma não será sócio, não terá direito à cargos de gerência, nem voto. A proteção se dá por não responder por dívidas que a empresa possa contrair, nem sequer em recuperação judicial.

 

Um novo Simples Nacional para 2018

Não há exagero algum chamar essas mudanças de um “Novo Simples Nacional”, afinal são várias mudanças, entre elas limite de faturamento, novas atividades permitidas, alíquotas, tabelas e outros.

 

Novos Limite de Faturamento

O limite máximo para faturamento agora passa dos conhecidos R$3,6 milhões para R$4,8 milhões, equivalendo assim a uma médias mensal de R$400 mil ao invés dos antigos R$300 mil, um crescimento de 25%. Porém há uma ressalva, o ICMS e o ISS são cobrados separado do DAS e com todas obrigações de uma empresa normal, se o faturamento ultrapassar R$3,6 milhões acumulados nos últimos 12 meses, dessa forma apenas os impostos federais serão recolhidos no DAS.

Porém as mudanças no limite não param por ai, quem também foi contemplado com o Novo Simples Nacional, foram os Microempreendedor Individual (MEI), que passa dos R$60 mil para R$81 mil anuais, sendo um aumento de 35% tornando assim a média mensal de R$6,75 mil.

 

Novas Atividades

Pequenas empresas no ramo de bebidas alcoólicas, como cervejarias, vinícolas, destilarias e produtores de licor poderão optar pelo Simples Nacional, exceto se vendem ou produzem no atacado.

Além destas, também poderão solicitar inclusão no Simples Nacional as organizações da sociedade civil, cooperativas, organizações religiosas que se dediquem a atividades de cunho social. Sendo excluído os sindicatos, associações de classes ou representação profissional e partidos. No MEI haverá a possibilidade do empreendedor da área rural, com atividades de industrialização, prestação de serviços ou comercialização.

 

Novas Tabelas e Alíquotas

As tabelas abaixo formam os novos anexos da Lei Complementar n.º 123 e, a partir de 1º de janeiro de 2018, devem ser utilizadas para enquadramento no Simples Nacional.

Anexo I do Simples Nacional

Comércio (Lojas) – Faturamento Anual

Faixa Receita bruta em 12 meses (em R$) Alíquota Valor a deduzir (em R$)
1ª Faixa Até 180.000,00 4,00%
2ª Faixa De 180.000,01 a 360.000,00 7,30% 5.940,00
3ª Faixa De 360.000,01 a 720.000,00 9,50% 13.860,00
4ª Faixa De 720.000,01 a 1.800.000,00 10,70% 22.500,00
5ª Faixa De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 14,30% 87.300,00
6ª Faixa De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 19,00% 378.000,00

 Anexo II do Simples Nacional

Indústria (Fabricação em Geral) – Faturamento Anual

Faixa Receita bruta em 12 meses (em R$) Alíquota Valor a deduzir (em R$)
1ª Faixa Até 180.000,00 4,50%
2ª Faixa De 180.000,01 a 360.000,00 7,80% 5.940,00
3ª Faixa De 360.000,01 a 720.000,00 10,00% 13.860,00
4ª Faixa De 720.000,01 a 1.800.000,00 11,20% 22.500,00
5ª Faixa De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 14,70% 85.000,00
6ª Faixa De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 30,00% 720.000,00

Anexo III do Simples Nacional

Serviços de Instalação, de Reparos e de Manutenção, Agência de Viagem, Escritórios de Contabilidade – Faturamento Anual

Faixa Receita bruta em 12 meses (em R$) Alíquota Valor a deduzir (em R$)
1ª Faixa Até 180.000,00 6,00%
2ª Faixa De 180.000,01 a 360.000,00 11,20% 9.360,00
3ª Faixa De 360.000,01 a 720.000,00 13,50% 17.640,00
4ª Faixa De 720.000,01 a 1.800.000,00 16,00% 35.640,00
5ª Faixa De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 21,00% 125.640,00
6ª Faixa De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 33,00% 648.000,00

Anexo IV do Simples Nacional

Empresas de Serviços em Geral – Faturamento Anual

Faixa Receita bruta em 12 meses (em R$) Alíquota Valor a deduzir (em R$)
1ª Faixa Até 180.000,00 4,50%
2ª Faixa De 180.000,01 a 360.000,00 9,00% 8.100,00
3ª Faixa De 360.000,01 a 720.000,00 10,20% 12.420,00
4ª Faixa De 720.000,01 a 1.800.000,00 14,00% 39.780,00
5ª Faixa De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 22,00% 183.780,00
6ª Faixa De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 33,00% 828.000,00

Anexo V do Simples Nacional

Serviços de Academias, Empresas de Tecnologia, de Eventos, Clínicas de Exames Médicos – Faturamento Anual

Faixa Receita bruta em 12 meses (em R$) Alíquota Valor a deduzir (em R$)
1ª Faixa Até 180.000,00 15,50%
2ª Faixa De 180.000,01 a 360.000,00 18,00% 4.500,00
3ª Faixa De 360.000,01 a 720.000,00 19,50% 9.900,00
4ª Faixa De 720.000,01 a 1.800.000,00 20,50% 17.100,00
5ª Faixa De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 23,00% 62.100,00
6ª Faixa De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 30,50% 540.000,00

 

Com todas essas mudanças para o Simples Nacional é hora de estudar o assunto, aproveitar o ano de 2017 para verificar as alterações e simular a aplicação na empresa e não esqueça de conversar com seu contador.