Empreender no Brasil tem sido cada vez mais uma atividade comum. Porém é fato que a burocracia para se abrir uma empresa é altíssimo no país em quem vivemos, contudo para quem está na informalidade e tem um faturamento anual de até R$60.000,00 existe uma forma simples de tornar seu negócio legal.

QUERO ME FORMALIZAR!

Hoje já existem mais de 5 milhões de brasileiros que se enquadram nessa modalidade, o Micro Empreendedor Individual ou simplesmente MEI. Formalizando-se você garantirá benefícios como aposentadoria, auxílio-doença, menor burocracia para gerir o negócio, dentre outros.

 

Menor burocracia para se Formalizar

O Microempreendedor Individual (MEI) permite que a formalização da empresa seja rápida, fácil e sem burocracia. Após a formalização você já terá seu CNPJ e Inscrição na Junta Comercial da sua cidade, além do alvará de funcionamento válido por 180 dias que deverá ser renovado de acordo com os requisitos da Prefeitura da sua localidade.
Além disso, você não terá custo, nós da Já Contei fazemos todo o processo inicial para que seu negócio saia da informalidade e torne-se legalizado e também faremos a sua primeira declaração anual do faturamento (DASN-Simei).

 

Poucos tributos a Pagar

Hoje o Micro Empreendedor Individual por estar enquadrado no Simples Nacional tem o benefício de recolher em uma única guia todos os tributos que para o MEI é fixo e um valor realmente baixo. Em uma unica guia, conhecida como DAS você recolherá o INSS, ISS e ICMS cujo valor é de R$1,00 para o ICMS, R$5,00 para o ISS e 5% para o INSS.

 

Benefícios Previdenciários

Por você pagar mensalmente até o dia 20 do mês subsequente a sua guia do DAS que está incluso um valor para o INSS, será concedido a você futuro Micro Empreendedor Individual (MEI) e a para a família auxílio-doença, aposentadoria por idade após carência, salário-maternidade, pensão e auxílio-reclusão.

 

Obtenção de Crédito

Um grande problema para qualquer empresário sempre é a obtenção de crédito para o crescimento do seu negócio, será para uma compra de mercadoria, giro de caixa ou qualquer outro objetivo que necessite de dinheiro. Porém os Bancos possuem linha de crédito para o Micro Empreendedor Individual, principalmente os Bancos Públicos como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco do Nordeste com redução de tarifas e taxas de juros adequadas segundo o Portal do Empreendedor.

 

Emissão de Nota Fiscal

O MEI poderá emitir notas fiscais quando prestar serviços ou realizar vendas, melhorando assim o relacionamento com clientes e fornecedores. Tudo isso só é possível porque o Micro Empreendedor Individual é visto como um empresário formal trazendo assim mais oportunidades de crescimento, uma delas é poder vender ou prestar serviço para o Setor Público ou Grandes Empresas, já que será necessária a emissão de documento fiscal.
Porém em caso de cliente pessoa física o MEI mesmo tendo acesso a emissão de Notas Fiscais não estará obrigado a emiti-lá.

%d blogueiros gostam disto: